' Falta tanta coisa na minha janela como uma praia, falta tanta coisa na memória como o rosto dele*, falta tanto tempo no relógio quanto uma semana, sobra tanta falta de paciência que me desespero. Sobram tantas meias-verdades que guardo pra mim mesma*, sobram tantos medos que nem me protejo mais, sobra tanto espaço dentro do abraço, falta tanta coisa pra dizer que nunca consigo..

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Não me prendo a nada que me defina.

Sou companhia, mas posso ser solidão. Tranquilidade e inconstância. Pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono! Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer…
Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou toca, ou não toca.


- Clarice Lispector.

terça-feira, 26 de julho de 2011

FikDik!

Você gosta dela?
Assuma.
Você pensa nela?
Diga.
Você ama beijá-la?
Beije-a.
Você tem ciúmes?
Demonstre.
Você gosta do sorriso dela?
Então a faça rir.
Você lembra de alguma música quando pensa nela?
Mande pra ela.

Oportunidades são perdidas por coisas que nunca foram ditas ou simplesmente por coisas que deixaram de ser feitas! E você?!? Vai esperar sua chance passar?!?

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Mudança;

Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os seus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama... Depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de tv, compre outros jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor.
A nova vida. Tente. Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete, outro creme dental... Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco. Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só. E pense seriamente em arrumar um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda !
Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!


- Clarice Lispector.

domingo, 24 de julho de 2011

Rifa-se um coração quase novo.

Um coração idealista. Um coração como poucos. Um coração à moda antiga. Um coração moleque que insiste em pregar peças no seu usuário.
Rifa-se um coração que na realidade está um pouco usado, meio calejado, muito machucado e que teima em alimentar sonhos e, cultivar ilusões. Um pouco inconseqüente que nunca desiste de acreditar nas pessoas. Um leviano e precipitado coração que acha que Tim Maia estava certo quando escreveu... "...não quero dinheiro, eu quero amor sincero, é isso que eu espero...". Um idealista...Um verdadeiro sonhador...
Rifa-se um coração que nunca aprende. Que não endurece, e mantém sempre viva a esperança de ser feliz, sendo simples e natural. Um coração insensato que comanda o racional sendo louco o suficiente para se apaixonar. Um furioso suicida que vive procurando relações e emoções verdadeiras.
Rifa-se um coração que insiste em cometer sempre os mesmos erros. Esse coração que erra, briga, se expõe. Perde o juízo por completo em nome de causas e paixões. Sai do sério e, às vezes revê suas posições arrependido de palavras e gestos. Este coração tantas vezes incompreendido. Tantas vezes provocado. Tantas vezes impulsivo.


Rifa-se este desequilibrado emocional que abre sorrisos tão largos que quase dá pra engolir as orelhas, mas que também arranca lágrimas e faz murchar o rosto. Um coração para ser alugado, ou mesmo utilizado por quem gosta de emoções fortes. Um órgão abestado indicado apenas para quem quer viver intensamente contra indicado para os que apenas pretendem passar pela vida matando o tempo, defendendo-se das emoções.
Rifa-se um coração tão inocente que se mostra sem armaduras e deixa louco o seu usuário. Um coração que quando parar de bater ouvirá o seu usuário dizer para São Pedro na hora da prestação de contas: "O Senhor pode conferir. Eu fiz tudo certo, só errei quando coloquei sentimento. Só fiz bobagens e me dei mal quando ouvi este louco coração de criança que insiste em não endurecer e, se recusa a envelhecer"
Rifa-se um coração, ou mesmo troca-se por outro que tenha um pouco mais de juízo. Um órgão mais fiel ao seu usuário. Um amigo do peito que não maltrate tanto o ser que o abriga. Um coração que não seja tão inconseqüente.
Rifa-se um coração cego, surdo e mudo, mas que incomoda um bocado. Um verdadeiro caçador de aventuras que ainda não foi adotado, provavelmente, por se recusar a cultivar ares selvagens ou racionais, por não querer perder o estilo. Oferece-se um coração vadio, sem raça, sem pedigree. Um simples coração humano. Um impulsivo membro de comportamento até meio ultrapassado. Um modelo cheio de defeitos que,
mesmo estando fora do mercado, faz questão de não se modernizar, mas vez por outra, constrange o corpo que o domina. Um velho coração que convence seu usuário a publicar seus segredos e a ter a petulância de se aventurar como poeta.

- Clarice Lispector.

sábado, 23 de julho de 2011

Eu tenho vontade...

...de te ligar no meio da noite pra dizer que eu tô morrendo de saudades e que eu não consigo ficar longe de você. De gritar pra quem quiser ouvir, mas principalmente pra quem não quiser, o tanto do tanto que eu gosto de você, e que ninguem vai tirar isso daqui, de mim. Eu tenho vontade de passar todas as noites do resto da minha vida de conchinha e beijo de esquimó. De dizer pras minhas amigas que pra mim, você é aquele cara que todas as mulheres passam a vida toda procurando, mas eu -por toda a sorte do mundo - achei primeiro. Eu tenho vontade de cheirar, de morder sua orelha, só que antes de qualquer coisa, eu tenho vontade do seu coração pelo resto da vida aqui do meu lado, batendo disparado, na velocidade do meu.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

E você?!? Em que você é bom?!?


T - Se apaixona facilmente
A - Você gosta de beber
T - Se apaixona facilmente
I - Você é ótimo na cama
A - Você gosta de beber
N - Você gosta de beber
E - Beija muito bem

Meu Deus, segundo o significado do meu nome, além de me apaixonar fácil, sou alcoólatra! HAHAHAHAHAHAHAHA ;p

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Transformações;

Não pense que a pessoa tem tanta força assim a ponto de levar qualquer espécie de vida e continuar a mesma. Até cortar os defeitos pode ser perigoso - nunca se sabe qual o defeito que sustenta nosso edifício inteiro... há certos momentos em que o primeiro dever a realizar é em relação a si mesmo. Quase quatro anos me transformaram muito. Do momento em que me resignei, perdi toda a vivacidade e todo interesse pelas coisas. Você já viu como um touro castrado se transforma em boi. Assim fiquei eu... Para me adaptar ao que era inadaptável, para vencer minhas repulsas e meus sonhos, tive que cortar meus grilhões - cortei em mim a forma que poderia fazer mal aos outros e a mim. E com isso cortei também a minha força. Ouça: respeite mesmo o que é ruim em você - respeite sobretudo o que imagina que é ruim em você - não copie uma pessoa ideal, copie você mesma - é esse seu único meio de viver.


- Clarice Lispector.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

...eles não se entendiam,

raramente concordavam em algo, brigavam sempre e se desafiavam todos os dias. Mas apesar das diferenças tinham algo em comum: eram loucos um pelo outro.


- Diário de uma paixão.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ser feliz...

é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de você. É ter maturidade para falar: "Eu Errei". É ter ousadia para dizer: "Me Perdoe". É ter sensibilidade para confessar: "Eu Preciso De Você".

domingo, 17 de julho de 2011

Só preciso de alguns abraços queridos,

a companhia suave, bate-papos que me façam sorrir, algum nível de embriaguez e a sincronicidade: eu e você não acontecemos por uma relação causal, mas por uma relação de significado, que ainda estamos trabalhando.


- Caio F. Abreu.

sábado, 16 de julho de 2011

Namorar ou não namorar?

Namorar é pra fracos.
Mas você já namorou antes!
Eu era fraco.
E agora você é forte?
Não.
Então?
Quer ser fraca comigo?

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Feliz dia do homem;

Para todos aqueles que REALMENTE sabem como tratar uma mulher! Com muito respeito, carinho e ternura. Enfim, feliz dia do homem pra'queles que sabem ser um. Esses sim, MERECEM um dia em sua homenagem! O restante, por favor, aguardem o dia das crianças! HAHAHA ;p

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Amo dormir.



Minha vida tem a tendência de desmoronar quando estou acordada.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Seja interessante.

 A beleza só importa nos primeiros 15 minutos. Depois você tem que ter algo mais para oferecer. #FikDik

terça-feira, 12 de julho de 2011

Não é qualquer sorriso e nem qualquer olhar;

 Não é qualquer abraço e nem qualquer maneira. 


Não é uma pessoa qualquer. É você. Sempre você.

- Retratos ocultos.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Aprendendo com desenhos;


Lilo: Mas se você quiser ir, você quem sabe. Vou te guardar no coração, assim como todos que já foram embora.

domingo, 10 de julho de 2011

Quando quiser ser, SEJA!

Quando quiser ir, VÁ! Quando quiser voltar atrás, VOLTE! Quando sentir que deve fazer algo, FAÇA! Ninguém sabe melhor do que você o que você tem que fazer, quando tem que fazer e de que jeito tem que ser feito. 


Siga em frente.

sábado, 9 de julho de 2011

Não sinto raiva, não sinto nada.

Sinto saudade, de vez em quando. Quando penso que podia ter sido diferente. 


- Caio F. Abreu.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Já dizia Cazuza;

Eu te odeio mas eu te amo, é como se eu quisesse te dar um tiro, e entrar na frente pra te salvar.


E se eu fizesse isso por você, você passaria a acreditar no meu amor por ti?

quinta-feira, 7 de julho de 2011

A vida me ensinou...

 ... a dizer adeus às coisas que amo, sem tirá-las do meu coração.


- Harry Potter.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Muito prazer;

Tenho minhas próprias opiniões. Se eu não gosto da pessoa, digo na cara. Não consigo expressar muito bem os meus sentimentos. Eu quero uma coisa mas meu coração quer outra. Sou muito carente. Tenho muitos segredos. As pessoas acham que me conhecem, mas não sabem nada sobre mim. Sou sempre criticada. Adoro fazer as pessoas que amo sorrir. Escondo minhas emoções. Tenho o olhar mais expressivo do mundo. Quem me conhece sabe o que eu estou pensando ou sentindo só de olhar para mim. Fico horas antes de dormir pensando em uma mesma pessoa. Quando estou triste, tenho um péssimo senso de humor. Mas sou simpática na maioria das vezes. Cometo muitos erros, alguns graves. Já me decepcionei com uma pessoa que eu confiava muito. Tenho sérios problemas. Quando eu amo, eu amo pra valer. A palavra certa pra me descrever seria intensidade! Sou super boazinha, as vezes até um pouco idiota... mas cuidado, posso ser MUITO vingativa! ODEIO MUDANÇAS. Sou absurdamente ciumenta, embora a maioria das pessoas não percebam. Embora esteja sempre rodeada de bons amigos, por vezes, sou bastante sozinha! Completamente independente, ao mesmo tempo que totalmente dependente. Muito chata, muito folgada, muito irritante, muito desarrumada, muito estressada, muito contraditória, muito mimada, muito carente! Muito mais um monte de coisa!  


Muito Prazer, eu.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Mel e girassol;

Ela era só uma moça querendo escrever um livro e ele era só um moço querendo morar num barco, mas se realimentando um do outro para. Para quê? Eles pareciam não ter a menor idéia. O cheiro dele era tão bom nas mãos dela quando ela ia deitar, sem ele. O cheiro dela era tão bom nas mãos dele quando ele ia deitar, sem ela. O corpo dela se amoldava tão bem ao dele, quando dançavam. Ele gostava quando ela passava óleo nas suas costas. Ela gostava quando, depois de muito tempo calada, ele pegava no seu queixo perguntando ― o que foi, guria? Ele gostava quando ela dizia sabe, nunca tive um papo com outro cara assim que nem tenho com você. Ela gostava quando ele dizia gozado, você parece uma pessoa que eu conheço há muito tempo. E de quando ele falava calma, você tá tensa, vem cá, e a abraçava e a fazia deitar a cabeça no ombro dele para olhar longe, no horizonte do mar, até que tudo passasse, e tudo passava assim desse jeito. Ele gostava tanto quando ela passava as mãos nos cabelos da nuca dele, aqueles meio crespos, e dizia bobo, você não passa de um menino bobo.

- Caio F. Abreu.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Não tenha medo deste texto.

Não tenha medo da quantidade absurda de carinho que eu quero te fazer. Nem de eu ser assim e falar tudo na lata. Nem de eu não fazer charme quando simplesmente não tem como fazer. Nem de eu te beijar como se a gente tivesse acabado de descobrir o beijo. Nem de eu ter ido dormir com dor na alma o fim de semana inteiro por não saber o quanto posso te tocar. Não tenha medo de eu ser assim tão agora. Nem desse meu agora ser do tamanho do mundo.


- Tati Bernardi.

domingo, 3 de julho de 2011

Antes que você se vá;


Se sua partida é mesmo inevitável, se seu sonho é mesmo indispensável, se sua vida é mesmo impenetrável, vá logo de uma vez. Não permita que eu me apegue e faça planos, não me deixe crer no que não há verdade. Vá antes de borrar minha maquiagem, ferir minha coragem, antes que eu jogue meus instintos de sobrevivência definitivamente pela janela do prédio como se não me importassem mais sentimentos próprios. Não provoque meus medos, não confunda meu discernimento e não destrua meu equilíbrio. Apenas vá. Leve tudo o que é seu para que a lembrança não perfure meu sorriso cheio de lágrimas. Não me deixe criar um relacionamento individual onde eu sou todos os personagens e nenhum enquanto você é a plateia, única, que faz questão de não aplaudir minhas fragilidades teatrais. Você que preenche minhas lacunas de medo e cinco minutos de vida, deve ter um longo caminho de volta pro seu ser, enquanto eu sobrevivo de te esquecer daqui a pouco. Se minhas palavras embaralhadas confundem sua mente, nem peço lucidez. Já sei o quanto você gosta de estar entorpecido pra esquecer seus problemas ao invés de resolvê-los. Mas não ignore o que eu sou por não ter forças em me decifrar, não fuja antes de saber o que eu posso fazer pra te dar uma vida. Seu medo é de ser feliz? Então dividimos esse pavor doentio da alegria, podemos partilhar o pânico de sorrir até que a tristeza não faça mais sentido a dois.

Se sua partida é mesmo inevitável, se seu sonho é mesmo indispensável, se sua vida é mesmo impenetrável, ao menos arrisque me carregar junto de você.

{Verônica H.}

sábado, 2 de julho de 2011

Não desiste de mim.

Por trás de tanta indecisão tem alguém que precisa de companhia mesmo fingindo que não. Tem alguém que odeia todo mundo num segundo e chora de saudades de todos no segundo seguinte. De você principalmente.


{Verônica H.}

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Pra que complicar?


As pessoas complicam muito as coisas, ainda mais quando querem algo. Saudade? Ligue. Quer encontrar? Convide. Quer compreensão? Explique-se. Dúvidas? Pergunte. Não gostou? Fale. Gostou? Fale mais. Tá com vontade? Faça. Quer algo? Pedir é a melhor maneira de começar a merecer. Se o "não" você já tem, ao tentar, só se corre o risco do "sim". A vida é uma só, aproveite e faça tudo que quiser!