' Falta tanta coisa na minha janela como uma praia, falta tanta coisa na memória como o rosto dele*, falta tanto tempo no relógio quanto uma semana, sobra tanta falta de paciência que me desespero. Sobram tantas meias-verdades que guardo pra mim mesma*, sobram tantos medos que nem me protejo mais, sobra tanto espaço dentro do abraço, falta tanta coisa pra dizer que nunca consigo..

quarta-feira, 17 de julho de 2013

As pessoas realmente interessantes;

Pessoas realmente interessantes não tem medo. Elas trocam de vida, investem sem garantias, se entregam, permitem que sejam vistas como são, abandonam sem culpa o que não funciona mais, aceitam e fazem convites inesperados. Pessoas interessantes de verdade querem sempre ver no que dá, descartam diálogos impecavelmente arrumados que não deixam o coração à mostra. Re-começar nunca será problema para essas pessoas. Elas acreditam! Depois de cada catástrofe elas re-constroem a casa. Arruma o coração. Enfeita as janelas… A cada tempestade que arrasta suas flores re-planta novas cores. Pessoas interessantes embarcam. São bonitas porque tem coragem. Porque abrem o peito na expectativa da sorte. Chega a soar tolo, essa fé infantilizada de se permitir. Tão inocente, quase coisa de criança, toda imersa numa infantilidade mágica que perdemos com o tempo, com as horas e as rotinas; quando deixamos de nos preocupar com o lúdico das coisas… Pouco importa o que aos normais demais pareça loucura. Os olhos tecem considerações ficcionais, na primeira vez, no primeiro instante, agora. Não precisam de muito mais que isso para dar novas direções ao seu mundo. Imaginam outras dimensões. Inventam mundos. Uma inegável ilustração de tudo que há de mais bonito: Pessoas com coragem. Sem COMPAIXÃO com o medo. As pessoas que realmente valem a pena querem histórias inteiras. Uma historia que nunca tenha sido contada antes… por nenhuma fada, por nenhum apaixonado, que nunca tenha sido escrita ou lida em nenhum livro, retratada em nenhum filme, que traga cores nunca vistas antes, que brilhe de uma forma única… Uma revolução. A maior de todas as guerras em meu nome. Tudo de todas as formas que me couber… Uma historia que liberte… E quer de novo e de novo e de novo… Pessoas interessantes responderiam: Você terá! Pessoas interessantes de verdade valem o desafio. Chega perto. Brinque com fogo. Entenda suas nuances. Chega desses dramas bobos. Tô falando de intensidade, verdade, dimensão, imensidão. Não de amores mal dados, não de desinteresse devolvido de maneira boba. Desafio. Chegue perto. Tente chamar a atenção. Tente descobrir, desvendar, eu duvido! “Eu gosto do que me inquieta sair dos trilhos, perder o fôlego, a pose, o rumo, o sono, tenho preguiça do sossego” Não sei ver o mundo através do medo vestido de uma falsa proteção. Eu preciso do perigo, da incerteza, da alma em festa, preciso da vida bagunçando minhas certezas todas.


- Vanessa Sanchez.
 

Um comentário:

  1. Olá, tudo bem? eu te indiquei pra um selo lá no meu blog, espero que goste.
    Beijo :)

    http://meu-cantinho-pattyss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir